• GM Rhaekyrion

Resenha: Determinação e Coragem com Sinfonia de Céu e Fogo

Tem coisa mais incrível do que ler um conto de fantasia nacional escrito por uma mulher? Aposto que não!


Eu tive o imenso e precioso prazer de betar esse conto para a maravilhosa da Marina Rezende, que conheci pelas redes sociais da vida. E com ainda mais honra fui citada na descrição dessa lindeza como uma marca de autoridade, isso é tão chique!


Falar sobre essa estreia no mundo literário da Marina é complicado, pois envolve muito amor, sangue, anjos e dragões. Tinha combinação melhor?


“O Sol Brilhava Como uma Bola de Fogo”


Resenha: Determinação e Coragem com Sinfonia de Céu e Fogo
Resenha: Determinação e Coragem com Sinfonia de Céu e Fogo

Pegando os estremos do clássico fantástico, Marina reuniu anjos e dragões, deu uma pincelada de demônios e regou fartamente com uma construção de mundo muito sólida, concisa e cheia de criaturas incríveis – que eu amo!


A história começa em uma guerra, podem ir preparando o coração. Estamos no meio da batalha, nos olhos de um dracônico que foi destinado ao heroísmo, mas ele está cansado, a responsabilidade abala sua confiança. Seria melhor apenas se render?


Não! Khalil pode decidir fazer qualquer coisa da sua vida maravilhosa, desistir não é uma delas. Em seu sangue corre a força de um guerreiro e como a minha deliciosa Bannery Skarten diz: “eu sou uma serpente do deserto, nasci para a guerra!”.


“Só Vou Cair Quando Meu Coração Parar de Bater”


Enfrentando o estopim de uma batalha pela salvação de seu mundo, Khalil e Yu’Bah se apoiam na confiança que compartilham, na esperança e na força um do outro.


Mesmo com apenas trinta páginas, Marina consegue transparecer essa emoção romântica, os dilemas fraternais, as relações que os demais personagens possuem com Khalil. É firme e concreto, palpável, você se sente na personagem.


Porém, eu pendi pro lado dessa Yu’Bah, não vou mentir. Ela é a representatividade de força em mulher, não é ofuscada por causa de Khalil e demonstra sua essência de um jeito único.


É muito gratificante quando se lê histórias com personagens bem construídas, que são o que são e pronto, passam suas almas através das linhas, que nem precisam ser muitas.


Vivo incomodada com a falta de representatividade na fantasia, com o generalismo perante as personagens femininas e aí vem Marina e nos presenteia com essa história. Inspirem-se nela!


“Eu Tenho um Sonho, mas Um Homem Sozinho é Apenas um Idealista”


Essa é uma história sobre guerra e magia, mas também fala sobre acreditar. Sobre confiança, partilhar, crer em seus sonhos e somá-los com outros que acreditam tanto quanto você.


Considerando o momento caótico em que vivemos, a esperança é um sentimento quase ínfimo, dando seus últimos suspiros.


Temos de crer em nós, mas quando o mundo está um verdadeiro pandemônio, se torna impossível pensar em um amanhã de felicidade.


Khalil viu a desgraça, entretanto, possuía pessoas que enxergavam o que ele mesmo acabou despercebendo: a sua coragem, a sua força. Por isso esse conto é um arraso e eu tenho o imenso orgulho de poder participar e ver Marina Rezende construir essa autoridade maravilhosa!


Outras Obras da Autora


Marina Rezende é uma autora de ficção fantástica nacional, que ajuda escritores a saírem do marasmo e começarem suas jornadas na escrita. Pelo Instagram ela passa dicas valiosas de Escrita Criativa, confia aqui.


Além disso, está trabalhando duro na finalização do seu primeiro romance, que se passará no mesmo universo de Sinfonia de Céus e Fogo.


Se não te convenci de ler, tenho certeza que o booktrailer vai. Clica aqui e confira!


Beijos de Fogo.

30 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo