• GM Rhaekyrion

Resenha de It: A Coisa O Livro de Stephen King e O Medo mais Profundo

Escolhi It: A coisa, para encerrar o nosso ciclo do mês do terror, com muita apreensão. Gostaria de abordar as obras de Stephen King mais tarde, quando as Dicas de Escrita estivessem mais profundas.


Entretanto, existe um chamado interno envolvendo esse escritor, principalmente, esse livro.


Para começar essa resenha é uma homenagem. Pode ser clichê, confesso, mas é a verdade. Como estou lendo Dança Macabra, do mesmo autor, fica impossível desviar de seus enredos quando o assunto é despertar o medo mais profundo.


Se livros de terror me causam calafrios? Olha, muito pouco. Sou a medrosa dos filmes, mas a literatura causa sensações diferentes. Talvez pela aproximação com o personagem, talvez pela curiosidade.


Só que eu não estava preparada para It.


Você Têm Medo de Palhaço? No Livro It vai Aprender a Ter


livro, escritor, resenha
Resenha de It: A Coisa O Livro de Stephen King e O Medo mais Profundo (Foto: GMRhaekyrion)

A intensão dessa resenha não é oferecer spoiler, muito menos descrever breves resumos a respeito das 1103 páginas desse livro. Venho por meio desta falar sobre o que significa uma obra bem feita, com personagens bem elaborados e com a paixão impregnada em cada linha.


It: A Coisa não é o primeiro livro de Stephen King que leio. Vinha de uma sequência generosa de obras do mestre do terror e, por essa razão, os padrões de escrita ficaram evidentes.


Quando comecei It, já vinha com muita expectativa por causa do filme, que seria lançando em breve. Queria obter o comparativo do audiovisual versus a literatura. Foi assim que mergulhei nessa obra e o mais difícil foi me desgrudar dela.


Explicar It é muito complicado, pois é muito mais que um palhaço perverso, um monstro ou um fantasma. É algo como se fosse o medo personificado, a raiz dos calafrios ao dormir, a razão de apagar a luz do corredor e sair correndo, o motivo de se enrolar mesmo com calor.


It é uma poesia do horror, é viver um pesadelo tão genuíno e real, que podemos sentir os personagens impregnados em nossos corpos. É o reflexo de anos de escrita, de dedicação, de esforço.


Pois, meus caros Criadores de Mundos, nosso maravilhoso King demorou cerca de 4 anos para ser escrito e essa tendência está explicada nas mil e tantas páginas dispostas.

Enredo Concreto, Personagens bem Feitos e o Medo Bem Explorado


livro, escritor, resenha
Resenha de It: A Coisa O Livro de Stephen King e O Medo mais Profundo (Foto: GMRhaekyrion)

A maioria das obras de terror tendem a ser clichês e extremamente previsíveis. Uma vez mergulhei em uma conversa online sobre como a fantasia é clichê e a razão disso. Usei esse momento para refletir e logo me veio em mente que o Gênero Literário mais clichê de todos os tempos é o terror.


Existem sempre a casa mal assombrada, a família que se mudou há pouco e a maldição impregnada nas paredes. Esse é o principal padrão. E o cômico é que ninguém lembra, prefere gastar a lubrificação das falanges digitando sobre a fantasia ou o romântico.


Onde o livro It: A Coisa entra na história? No fato de que o clichê é totalmente ressignificado, é de um jeito que se tornou uma tendência. Existe a tal maldição, claro, mas ela faz parte da cidade e só aparece para quem acredita.


É muito mais do que o simples medo. Existe uma construção de valores, de eventos, que se dá desde a infâncias dos personagens, até a sua vida adulta. Você cresce com os pirralhos. O melhor está na passagem de cena, é quase como ver uma série, existe o tempo perfeito entre os atos.


Justamente sobre o bom drama dentro do terro, que comentei na matéria de dicas para escrever livros de terror. It ensina muito sobre como montar um bom enredo em cima do medo.


Seria muito ridículo dizer que não dá para explicar em poucas palavras o que é It? Provavelmente. No meu caso, seriam dias seguidos de monólogos extensos e não chegaria ao ponto certo.


Além disso, temos uma personagem feminina muito bem representada, forte, com personalidade cativante e que vive o problema mais comum para as mulheres: abuso. Bev é a nossa heroína e sempre o será.


It: A Coisa - Livro x Filme


livro, escritor, resenha
Resenha de It: A Coisa O Livro de Stephen King e O Medo mais Profundo (Foto: GMRhaekyrion)

Os amantes do cinema vão me odiar, mas quem ganhou a batalha dessa vez foi o livro. O filme é muito bom, bem feito, totalmente diferente das demais obras de terror, mas ainda é uma fagulha de nada perto do que é o livro.


Apesar de ter gostado de ir ao cinema conferir os dois capítulos de It: A Coisa, as linhas conseguiram me cativar muito mais. Principalmente pelo fato de que a Bev ficou bem apagadinha quando adulta, no filme. E ela é feroz, é mais firme e determinada do que aquilo.


Porém, existe um ponto muito mais positivo. Esse filme foi um marco na carreira de Stephen King, que não é amador no quesito adaptação ao cinema. Na minha opinião, foi um dos filmes mais bem feitos, mas jamais superará seu livro.


Pelo simples fato de que a complexidade, a intensidade e a extensão da obra cabem em uma série de, folgadas, três temporadas, com dez episódios cada.


Consigo ver It: A Coisa na Netflix, na Amazon Prime, mas os dois filmes foram insuficientes no quesito intensidade da história e complexidade de enredo. Até porque, cortaram muitos personagens e cenas, que são extremamente importantes para a histórias geral.


Convido todos a lerem, duvido que encararão o filme da mesma forma. Se o filme dá medo? Ora, meus Criadores de Mundos, deixo o trailer abaixo para que confiram por conta própria.


Finalizando, It dá uma lição sobre amizade, sobre o que significa promessa, cumplicidade e acreditar. Ele reforça o que sempre digo: não deixe a sua criança interna morrer.


Mestre King, eu sei que nunca lerá essa resenha, mas quero dizer que senti a intensidade da sua paixão nas linhas de It: A Coisa.


Beijos de Fogo.




Gostou da Resenha? Então deixa seu comentário, será um prazer conversar com você.


Vai ficar para trás? Então, Não Esqueça de se inscrever para receber os conteúdos exclusivos e as novidades que esse mês promete.


Se deseja ler mais Resenhas de Livros, basta acessar esse link e partilhar suas experiências com as obras que aqui abordamos na Taberna mais Criativa dessa existência.

Se você é um escritor iniciante e não sabe por onde começar, vem conferir as Dicas de Escrita da Dragão Tennar.

Amante de uma boa barganha literária? Economize seu ouro na tenda Amazon e garanta seus exemplares novinhos. Magos, feiticeiros e bruxos podem renovar seu estoque de conhecimento sem esvaziar os bolsos.

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020-2021, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa