• GM Rhaekyrion

Resenha: Aprendendo Escrita Criativa com Dança Macabra, Stephen King

Já pensou em ser aluna do escritor Stephen King? Pois foi assim que me senti ao ler o livro Dança Macabra.


Nada de histórias macabras, suspense assombroso, medo de fazer suar frio, essa obra vai te levar a outro patamar da vida de um leitor escritor.


A forma como encontrei esse exemplar foi bem inusitada, jamais imaginei o tipo de conteúdo que encontraria, não busquei sinopse ou qualquer relato, apenas aproveite uma super promoção e adquiri o máximo de exemplares possíveis do nosso King.


Mal sabia eu que se tornaria um dos meus guias nessa vida de viver de escrever e vou te dizer como.


Comprei Pela Capa e o Conteúdo me Surpreendeu


Resenha: Aprendendo Escrita Criativa com Dança Macabra, Stephen King

Como disse, eu adquiri o Dança Macabra só pela capa e para aproveitar uma promoção de obras do Stephen King.


Tinha meus dezoito ou dezenove anos, era um final de ano e minha mãe liberou geral para adquirir uma caixinha bem recheada de livros.


No meio dessa aquisição farta estava a saga das Crônicas de Gelo e Fogo e como fazia tempo que desejava lê-la, a priorizei. Dança Macabra ficou para depois, mesmo sendo sua capa a principal razão de escolha.


Quando dizem que não se deve comprar o livro pela capa, discordo totalmente. A capa é a apresentação principal, a responsável por chamar a atenção e defendo fielmente o cuidado em escolher uma arte realmente atrativa.


A História Não Era o Que Esperava


Dança Macabra sorriu para mim na estante e eu a peguei. Lembro nitidamente de como iniciei sua leitura. Estava pegando o ônibus em direção a faculdade e aproveitaria os noventa minutos de trajeto para mergulhar em uma boa história.


Mas esse livro não era bem um enredo de ficção. No começo imaginei que fosse King apenas contando um pouco sobre sua vida, o que é comum, mas percebi que era biográfico e quando confirmei o dado na internet apenas o abandonei.


Voltei a abrir essa obra muitos anos depois, já aos vinte e cinco anos, ansiando por aprender mais escrita criativa e estabelecendo um horário diário de estudo de livros com essa temática.


Espera, aprender técnicas de escrita de terror e horror? Mas sou uma escritora de fantasia!


Fantasia é a Mãe Fundadora dos Subgêneros Literários de Ficção


Resenha: Aprendendo Escrita Criativa com Dança Macabra, Stephen King

Parece piada, mas acredito que um bom escritor deve aprender as técnicas de todos os gêneros literários. Deve compreender como funciona os padrões e entender as regras especificas de cada um.


Por que vou gastar meu tempo aprendendo algo fora da minha especialidade?


Porque assim você abrange seu arsenal profissional, seu lado técnico, que vai te proporcionar mais confiança para executar serviços, desses as revisões críticas ou se deseja ser Ghost Writer.


Como sou ambas as coisas – se deseja saber mais sobre é só clicar aqui – e desejo oferecer mentoria literária, busco aprender as técnicas de todos os gêneros e entender como os padrões funcionam, os clássicos, e os que fogem desses padrões.


Além disso, sou muito a favor da afirmação de Kinga ao dizer que a fantasia é o gênero primordial, enquanto a ficção científica, terror e horror são subgêneros derivados da mesma.


Foram essas as razões que me levaram a apostar em Dança Macabra e confesso que foi incrível, pois me senti tendo aula com o mestre do horror.


Vantagens e Desvantagens da Dança Macabra


Quero ressaltar que esse livro é um dos meus favoritos, mas não quero me demorar em elogios convincentes. Prefiro fazer duas listas.


Começo pelas vantagens, pois essa obra é uma das mais didáticas que já tive o prazer de conhecer.


Vantagens Incríveis:

  1. Escrita fácil e gostosa;

  2. Ensinamentos passados com fluidez;

  3. Possui muitas indicações de livros clássicos;

  4. Possui muitas indicações de filmes;

  5. Aprendemos na prática, com King dissecando cada obra.

Se ainda não te convenci, depois dessa lista eu tenho certeza de que consegui. Além disso, ser escritor demanda muito estudo, como qualquer outra profissão e se você não pensa assim e ignora tal fato, será um péssimo profissional ou se estagnará.


Desvantagens Desencorajantes:

  1. Não poder tirar dúvidas com King;

  2. O final é um tanto rendido.

Não entendam mal, as desvantagens são para equilibrar, coisa de TOC. O que quero dizer é: quando não se pode estudar em uma escola voltada para escrita criativa, seja lá por tempo ou dinheiro, você precisa se virar com o que tem.


Sempre consegui lidar muito bem estudando sozinha, ter disciplina e tudo o mais, e mesmo fazendo alguns cursos, não posso pagar pela graduação na PUC.


Mas não quero ficar parada, esperando o momento perfeito, então vou dando meu jeito adquirindo exemplares de escrita criativa.


Dança Macabra é um dos melhores no assunto, você entende certos aspectos da ficção junto a técnicas incríveis, de fácil entendimento e uso.


O próprio King diz que um escritor precisa aprender todas as técnicas possíveis para escolher a que melhor o apraz ou decretar que nenhuma o satisfaz.


Espero que tenham gostado!


E se querem compartilhar experiência e aprender algumas técnicas em tempo real, vem para A Taberna do Escritor no WhatsApp.


Se anda buscando revisor crítico para sua obra e quer conhecer um pouco do meu trabalho nesse sentido, basta clicar aqui ou falar comigo direto pelo Instagram.


Beijos de Fogo.



Mar Dos Lamentos espera você. Uma ficção de tirar o fôlego, três aventuras para jamais esquecer. Adquira o seu clicando nesse link.


Se ainda não me conhece de verdade, venha descobrir meus passos no mundo da escrita no Diário do Escritor.


Mais resenhas de livros incríveis? Então venha para a Estante Literária Rhaekyrion conferir as indicações.


Conheça Escritores Nacionais e suas histórias inspiradoras acessando esse link.


Dicas de Escrita na prática, para valer e de forma didática só se vê por aqui.

13 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa