• GM Rhaekyrion

Qual a Verdadeira Diferente entre Alta Fantasia e Baixa Fantasia?

Qual gênero literário é seu livro? Fantasia? Alta ou baixa fantasia? O suor frio corre pela nuca, causando arrepios incômodos.


Nem todo escritor sabe exatamente qual a diferença exata entre a alta fantasia e a baixa fantasia. Confesso que pode parecer bem confuso, principalmente ao levar em consideração a quantidade de ramos presentes nesse único Gênero Literário.


Separamos por uma questão de universo, os dois ramos da ficção fantástica povoam as mentes dos escritores com suas reentrâncias minuciosas.


Qual a importância de saber distinguir as características desses dois subgêneros? Saber selecionar melhor seu público.


Quanto mais confiante estiver em que tipo de classificação sua obra se encaixa, mais fácil será sua divulgação e encontrar seus futuros leitores.


Preparados para nunca mais cair na pegadinha de alta ou baixa fantasia?


Livros de Baixa Fantasia e a Realidade do Universo


escrita criativida, escritor, livro, dicas de escrita
Qual a Verdadeira Diferente entre Alta Fantasia e Baixa Fantasia? (Imagem da Série Warrior Nun, Netflix. Retirada do Site Mix de Séries)

Basicamente, as histórias de ficção fantástica em baixa fantasia reúnem enredos que se passam no nosso universo real.


Ou seja, a trama acontecesse na nossa galáxia, no planeta Terra, no país ou cidade conhecidos pela classificação geográfica que conhecemos.


Um exemplo perfeito é Percy Jackson, como indiquei na matéria de 5 dicas para escrever baixa fantasia.


A obra de Rick Riordan acontece em solo americano, nos Estados Unidos, onde os deuses gregos resolveram construir uma base de treinamento para seus filhos semideuses.


Warrior Nun é outra indicação que faço, uma série incrível de cunho fantástico, onde o palco é a Europa.


Livros de Alta Fantasia e o Universo Alternativo


livro, escritor, fantasia, dicas de escrita, escrita criativa
Qual a Verdadeira Diferente entre Alta Fantasia e Baixa Fantasia? (Imagem da Série Game Of Thrones, retirada do site Armadura Nerd)

Saindo do solo geográfico conhecido direto para um universo inteiro criado pelo autor, pousamos no mundo dos livros de alta fantasia.


Quando existe um mundo criado pelo autor, totalmente fictício, onde a história acontece, estamos falando da alta fantasia.


Os exemplos são mais vastos, só lembrar do clássico O Senhor dos Anéis e a nossa querida Terra Média.


Então, vamos As Crônicas de Gelo e Fogo, Asas de Fogo, A Saga do Assassino e uma desena de outras obras, com o mapa logo na depois da capa do livro.


Esses mundos alternativos, totalmente criados pelo escritor, são a principal característica da alta fantasia.


Além disso, podemos ressaltar a presença do épico mágico, que envolvem raças diferentes, magia explícita e regras próprias do mundo.


É só isso, Gabi? Apenas e somente isso. Fácil, não é? Confessa que nunca imaginou que seria tão simples assim.


Agora pode respirar tranquilamente e responder com convicção quando perguntarem qual ramo da fantasia seu livro atua.


Antes de me despedir, é importante ressaltar que, dependendo do autor, os gêneros literários podem se flexibilizar e você pode acabar incluindo elementos de baixa e alta fantasia na mesma história.


Isso é totalmente cabível e faz parte única e exclusivamente da criação do autor. Não é regra se limitar a um único gênero literário, mesmo que haja a necessidade de um deles ser ressaltado.


Espero ter ajudado!


Beijos de fogo.




Agora queremos saber, qual desses dois gêneros seu livro se encaixa? Sentiu dificuldades em encaixar a sua história entre os dois ramos da fantasia?


Comenta aqui embaixo a sua experiência e dúvidas. Será um prazer ajudar.


Não esquece de se inscrever, mais conteúdo inédito e exclusivo será postado ao longo dessa semana.


Compartilha com amigos, vamos ajudar mais escritores iniciantes a seguirem seus sonhos!

Posts recentes

Ver tudo