• GM Rhaekyrion

Publicando Livros: O Mistério do Mercado Editorial

Atualizado: 17 de Set de 2020

Querido Jarbas, já estamos bem avançados nos assuntos literários a respeito da produção de um livro. Chegamos em um ponto crucial e complexo do processo de publicação, que é o mercado editorial.


Basicamente, significa a linha da economia voltada para a venda e publicação de livros. É o coração da carreira de um escritor e a parte menos falada nos cursos e ensinamentos para escritores iniciantes.


Tudo por causa de diversos tabus modernos envolvendo a autopublicação e a publicação independente. Entretanto, mesmo em fragmentos, é importante entender as engrenagens capitalistas por trás das editoras e livrarias. São esses bastidores não falados que resultam nos preços dos livros.


Um bom Escritor precisa compreender o Mercado Editorial


publicação de livros e mercado editorial
Publicando Livros: O Mistério do Mercado Editorial (Foto: clubedolivro)

Durante as minhas pesquisas a respeito do envio de originais para grandes editoras, palestras e publicação pela Amazon, fui bombardeada de informações escassas e repetitivas a respeito do funcionamento do Mercado Editorial.


Primeiro compreendi os preços, quantos profissionais são envolvidos para a produção de um livro e o grande problema das editoras: o bendito frete. Depois que vi o quanto se gasta para ter uma tirada de mil a dois mil exemplares, passei a enxergar os preços dos livros de outra forma.


Além disso, fui ouvindo os profissionais consagrados da literatura (escritores, editores, revisores e agentes literários) a respeito da recusa das editoras tradicionais em publicar autores iniciantes desconhecidos.


O Capitalismo e a Publicação de Livros


publicação do livro e mercado editorial
Publicando Livros: O Mistério do Mercado Editorial

Para resumir claramente preciso mencionar o típico mercado capitalista, que tem a lei da oferta e da procura, mas só funciona na teoria. Porque as empresas e estilos de mercados já fortemente estabelecidos não desejam concorrências dos mercados e empresas com tecnologia nova.


Sendo assim, temos um mundo governado por grandes editoras, um exemplo é a Saraiva, que sofreram um choque térmico com o advento das editoras não-tradicionais e, acima de tudo, a autopublicação gratuita facilitada pelos e-books Amazon.


Com o advento da Amazon, a publicação e venda de livros cresceu drasticamente nos últimos anos, proporcionando um aumento de novos escritores no mercado. Gerando uma concorrência acirrada paras as editoras tradicionais, que restringem suas publicações nacionais à livros que possam conferir prêmios, ou já são de pessoas consagradas no mundo literário.


Sendo assim, comecei a elaborar planos diversos a respeito da publicação do meu primeiro livro, porque não queria depender da aceitação de uma editora e não tinha uma verba elevada para investir em uma publicação independente.


Publicação Independente veio para ficar e as Editoras Tradicionais que lutem


publicação do livro e mercado editorial
Publicando Livros: O Mistério do Mercado Editorial (imagem: publiki.me)

Apesar do leque farto de publicação atual, as editoras ainda são um selo de reconhecimento muito importante para a carreira e esse peso social leva muitos autores a se resumirem em enviar exemplares por e-mail e participar de concursos.


À medida que fui sendo recusada e perdendo concursos, comecei a galgar caminhos menos tradicionais e excludentes. Porque, pasmem, existem muitos preconceitos dentro do mercado e isso também deve ser levado em consideração.


Sempre pensei que 10% do lucro das vendas – que é o ofertado pelas editoras tradicionais – é um valor injusto para quem criou, escreveu e elaborou obras incríveis. E essa é uma porcentagem bem generosa até, existem editoras que ofertam 8% e até 5%.

Então, meu lado empresária começou a falar alto e fui ver estratégias que vieram a engrandecer minha decisão, porque a Amazon oferta de 30-70 porcento dos lucros das vendas e download de e-books e a publicação independente te dará um rendimento de 100% dos lucros. São números mais atrativos, claro, mas precisa de muito planejamento e, óbvio, investimento.


Saber desses detalhes me deu mais confiança para decidir qual método seria mais vantajoso para mim. Se faço do meu livro uma espécie de marca, posso faturar muito mais do que os contratos tradicionais ofertam e se faço um publico fiel, não fico refém das exigências de uma editora.


Ser Um Escritor Moderno Requer Multidisciplinaridade


publicação do livro e mercado editorial
Publicando Livros: O Mistério do Mercado Editorial (Foto: Pinterest)

Parece uma confusão quando pensamos em tantas informações, mas não construí isso da noite para o dia. Foi fruto de muito estudo e teimosia, porque não conseguia aceitar frases como: “ficção não vende no Brasil” e “a fantasia está obsoleta”. Não vou citar quem as disse, por respeito, mas foram nomes importantes.


O que me guiava era que essas frases não condiziam com o que via, não era real e me basear nos estudos científicos sobre leitores no Brasil também não ajudava muito, pois as pesquisas não possuem dados confiáveis.


Então, comecei a ouvir relatos de outros escritores que já publicaram sozinhos, perguntava como foi a experiência deles. Dava preferência aos mais novos e recentes, desejando romper com a estigma tradicional e o que vi foi que a publicação independente é muito mais vantajosa e essa quase submissão às editoras não valia a pena.


Meu maior aprendizado nisso tudo foi que não dá para pensar nas coisas só com a mente de um escritor, você precisa entender de empreendedorismo. Principalmente para não cair nas ciladas de contrato.


Então, antes de simplesmente enviar milhares de e-mails para um monte de editoras, faça seu dever de casa e liste:


  1. Quanto custa um capista

  2. Quanto custa uma correção ortográfica profissional

  3. Quanto custa uma diagramação

  4. Quanto gastarei no marketing (porque nem toda editora se compromete com isso)

  5. Quanto tempo demorei para terminar meu exemplar

  6. Quanto gastarei no lançamento e noite de autógrafos


Depois que fizer essa conta, você precisará colocar quantos porcento de lucro deseja obter com a venda de seus exemplares e em quanto tempo deseja recuperar seu investimento. Saber esse passo a passo vai te deixar menos vulnerável a promessas fictícias das editoras.


Hoje foi longo, mas necessário.


Beijos de Fogo.

51 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020-2021, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa