• GM Rhaekyrion

Gênero Narrativo: O Queridinho do Escritor de Ficção

Atualizado: 22 de Set de 2020

Na semana passada falamos sobre Gênero Lírico e destrinchamos os subgêneros existentes nessa classificação literária. Hoje a estrela da vez é o Gênero Narrativo, o mais usado, falado e com a maior quantidade de subdivisões.


Como o lírico, o Gênero Narrativo foi criado na antiguidade, na Grécia Antiga e é marcado pela presença de um narrador. O começo marcante desse estilo se deu com as epopeias, que eram histórias elaboradas contendo personagens, ações, tempo e espaço, em forma de versos.


Sendo assim, as tramas começaram a conter enredos longos, com marcações heroicas e a presença de uma linha cronológica, seja crescente ou decrescente. Boa parte dessas narrações serviam para contar as histórias dos mitos e dos deuses, ou relatar eventos sobrenaturais.


Com esse intuito de contar histórias, a epopeia passou a ganhar concorrentes, principalmente depois do rompimento das culturas antigas. Então, os subgêneros narrativos começaram a existir e povoaram nosso mundo em ciclos de influência, pontuando momentos marcantes no desenvolvimento da sociedade.


Gênero Narrativo conta Histórias e é o Favorito dos Escritores de Ficção


livro, escritor e gênero narrativo
Gênero Narrativo: O Queridinho do Escritor de Ficção (Foto: resumoescolar.com.br)

Saindo dos versos para a prosa, o Gênero Narrativo começou a dominar a mente dos escritores ao longo do desenvolvimento da sociedade. Passou pelos grandes movimentos artísticos, espalhando subgêneros, que hoje compõe a literatura moderna.


Foi com o intuito de retratar os sentimentos, a imaginação e a representação de um ideal, que vinha na forma de uma personagem inspirador, que as narrativas ganharam força.


Tradicionalmente, os subgêneros do estilo narrativo são os romances, as novelas, os contos, as crônicas e as fábulas. São esses os que mais se estuda nas escolas e que são usados para explicar como a cultura literária evoluiu ao longo dos anos.


Entretanto, com a ramificação de estilos literários proporcionado pela influência do cinema e da globalização cultural, os subgêneros ganharam ainda mais ramificação. Essas, chamadas de Outros Subgêneros Narrativos, englobam as histórias de fantasia, horror, romance, suspense e demais classificações nesse sentido.


Devido a lista ser vasta e com padrões muito marcantes, nessa matéria falaremos dos subgêneros clássicos primeiro, mas os demais subgêneros serão abordados minuciosamente ao longo das semanas seguintes.


Subgêneros do Gênero Narrativo


livro, escritor e gênero narrativo
Gênero Narrativo: O Queridinho do Escritor de Ficção (Foto: maestrovirtuale.com)

Romance


Esse é o subgênero mais marcante na literatura moderna. Diferente do que se pensa, os romances são histórias extensas, que podem ser românticas ou não. São marcadas por uma estrutura de capítulos, presença de vários personagens e a existência de vários conflitos ao longo de um enredo principal.


Originado na Idade Média para contar sobre os feitos heroicos, esse estilo de narração é muito marcado pela presença de uma espécie de missão, que o herói principal vai efetuar ao longo de sua jornada.


É esse o subgênero de quem escreve livros longos, com enredos elaborados e extensos, normalmente contendo uma trama executada por um protagonista. É possível escrever um romance sombrio, ou um romance de terror, ou um romance policial.


Os exemplos são vastos, mas deixarei alguns que gosto muito e que já coloquei resenhas aqui no site. São eles, As Brumas de Avalon, O Príncipe da Névoa e Asas De Fogo.


Novela


Marcada pela presença de cenas e espaços bem delimitados durante o enredo e muitos diálogos. As novelas possuem uma sequência mais curta que o romance, mas ainda são enredos extensos.


Normalmente não possuem um personagem principal, mas um conjunto de diversos personagens, com conflitos diversos e pontos diferentes da trama, que também permeia em muitos assuntos.


Seguem ordens cronológicas, contendo pouco espaço para a existência de flashback e são as mais usadas para adaptações televisivas. O maior exemplo são as novelas da Rede Globo, que deixam bem claro o estilo desse subgênero.


As novelas também podem variar e conter outros subgêneros misturados, mas comumente são dramáticas, exaltando intimamente os sentimentos dos personagens e sua vivência cotidiana.


Conto


É um texto curto, que se assemelha muito com a narrativa dos romances, mas em proporções menores e possuem a mesma estruturação de enredo e personagem do romance. Entretanto, o tamanho exato de um conto é muito controverso, pois pode ter apenas uma página ou cinquenta.


Em si, é um estilo típico de histórias curtas, que não terão uma continuidade e não há a necessidade de um final marcado. O escritor de maior exemplo é o Stephen King, que possui uma coleção de contos e dentre os livros de contos mais marcantes, temos “A Tripulação de Esqueletos”.


Crônica


Caracteriza-se, principalmente, por ser um texto realmente curto e que retrata fatos cotidianos, vivências corriqueiras e assuntos do dia-a-dia, sem a presença de um enredo longo e progressivo.


Costuma conter, no máximo, duas páginas, mas é mais caracterizado no formato de dois grandes parágrafos.


Não possui um final fixo e expõe muito o pensamento e os sentimentos de quem o narra, que pode ser o próprio autor ou um personagem criado pelo escritor. O maior exemplo de cronista é o Rafael Magalhães, autor do Precisava Escrever.


Fábula


Moral da história é a característica mais marcante desse subgênero narrativo. São histórias curtas, com personagens animais ou objetos, quase nunca havendo a presença de humanos. Possui cunho pedagógico e uma estrutura simples.


É usado para retratar lições morais e éticas, que compõe a famosa moral da história. O exemplo mais claro de fábula é “A Cigarra e a Formiga”, “O Leão e o Camundongo” e “A Lebre e a Tartaruga”.


Outros Subgêneros


Existe, ainda, os demais subgêneros envolvidos nos "estilos" dos livros e que podem se misturar a esses subgêneros tradicionais. Devido a enorme quantidade dessas divisões, dividimos essa matéria em duas, para que a experiência de aprendizado fique melhor.


Por enquanto encerramos aqui. Espero que tenha gostado.


Beijos de Fogo.

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020-2021, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa