• GM Rhaekyrion

Escritor Stephen King: O Mestre do Terror e Sua Imaginação Incansável

Existem milhares de sites que contam todos os detalhes de como foi a vida do escritor considerado o mestre do terror. Stephen King é um homem de sucesso, temos que admitir. Mas não quero expressar essa homenagem usando apenas datas e fatos repetidos.


O ponto de vista que vim aqui apresentar não é direcionado ao início precoce do seu despertar da escrita, que foi ainda criança, após ler algumas histórias em quadrinhos de ficção científica, pertencentes ao seu pai.


Falo do mestre King de um jeito mais humano, menos “olha só, ele escreve terror, o que deve se passar em sua cabeça”. De um jeito que vocês, meus Criadores de Mundos, possam se identificar e entender, que nessa jornada não somos únicos, muito menos sozinhos.


Por essa razão, te convido a ler sobre Stephen King, baseado em seus próprios relatos no livro Dança Macabra.


Um Escritor com Imaginação Fértil e Traumas Impensáveis


Escritor Stephen King: O Mestre do Terror e Sua Imaginação Incansável (Foto: Poltrona Nerd)

Para começar, o livro em questão – Dança Macabra – é uma obra de técnicas de escrita, na visão do escritor Stephen King, sobre o terror. Nele, King afirma que não teria como ensinar sobre o gênero sem falar de filmes e de sua vida. Sendo assim, boa parte dos parágrafos possuem relatos pessoais.


Começando pela família tradicional brasileira: King foi criado unicamente pela mãe e viveu em uma casa simples, com parcas economias, onde sua progenitora precisava os sustentar. Consequentemente, trabalhava muito e via pouco seus filhos.


A ausência de seu pai já deve ter sido um marco assustador em sua vida, como o é para todos que passam por esse abandono. Então, completando, ele conta que um dia o perguntaram de onde vinha tantas histórias de terror e ele contou sobre um trágico acidente, que possivelmente assistiu.


Aos quatro anos, mais ou menos, King brincava com um amigo vizinho, até que voltou para casa pálido e correndo. Segundo sua mãe, seu amigo foi atropelado pelo trem, possivelmente às vistas de King.


Então, sabemos de onde vem boa parte da intensidade de sua escrita sobre a tragédia e o drama. Ele possui propriedade para falar sobre isso e é tão humano e passível de traumas quanto nós.


King é um Escritor Sensitivo e as Técnicas Convencionas o Irritam


Escritor Stephen King: O Mestre do Terror e Sua Imaginação Incansável (Foto: Papel Pop)

É um assunto bem polêmico a respeito do mestre King, talvez esteja dando um tiro no meu próprio pé, mas essa é a verdade.


Hoje em dia estamos soterrados de infoprodutos e boa parte deles são escritores querendo ensinar técnicas de escrita. Eu sou uma dessas pessoas, mas ao contrário das minhas experiencias ruins, encontrei nas técnicas o necessário para colocar minha carreira para frente.


Porém, nem todo mundo consegue filtrar as regras e Stephen King é muito claro com relação a mandamentos literários. Para ele, qualquer tipo de técnica que vá te impedir de construir seu livro, não valem a pena e nem toda regra precisa ser aplicada no seu enredo.


É necessário aprender, estudar, conhecer as camadas do nosso universo literário, mas não há necessidade de se ater apenas à regras. Se uma delas não funciona para você, paciência, passe para a próxima.


O que o mestre do terror mais prega é que você precisa ter resiliência, determinação e constância. Além disso, muita leitura.


Em suas palavras, o talento é apenas a bordinha da existência, é a dedicação que forma um bom escritor. Pense nisso, ninguém nasce absurdamente bom. Os pesos pesados da literatura se dedicaram a vida inteira aos livros.


Personagens Bem Trabalhados e Enredos Marcantes


Escritor Stephen King: O Mestre do Terror e Sua Imaginação Incansável (Foto: JB Reynolds)

Outro detalhe importante de ser citado na vida do mestre King é sobre o mercado editorial, o livro comercial, a história que vende.


Se você leu algum livro dele sem ter o cuidado de dá uma espiada nas notas do autor, provavelmente perdeu o ouro extremamente valioso ali presente.


Em diversas obras o mestre do terror comenta como foi sofrida a sua jornada, como tinha que espremer a cabeça para enviar os textos das colunas as quais trabalhava. Como precisava bater o prazo das editoras.


A cobrança nunca foi um meio viável para ajudar na criatividade ou na produção, gera muita ansiedade e o estresse é inversamente proporcional a preciosa criatividade. Falei sobre isso em uma live maravilhosa, como a saúde mental é importante para artista. Se quiser conferir, só clicar aqui.


Dá para sentir em suas obras quando foi só comercial e quando foi com o coração. Casa Negra, por exemplo, é um livro bom, mas não tem a mesma intensidade de It: A Coisa.


Então, se você anda se cobrando ser uma máquina de produção de livros, comece a entender que as teorias capitalistas de produtividade não funcionam para escritores.


É preciso de tempo para criar bons personagens e bons enredos. Por essa razão quis mostrar esse lado da história de King. Porque vale muito mais entender seu pessoal do que quantas vezes foi recusado.


Para mim ele é um exemplo valioso, superior aos seus prêmios, ao sucesso de seus filmes, ao renome de best-seller. Esses são reflexos e consequências da sua persistência.


Ficarei por aqui.


Beijos de Fogo.



Escritor Stephen King: O Mestre do Terror e Sua Imaginação Incansável (Foto: GMRhaekyrion)

Se deseja ler mais história de Escritores para se Inspirar, basta acessar esse link e partilhar suas experiências com as obras que aqui abordamos na Taberna mais Criativa dessa existência.


Quert er indicação de livors sensacionais? Então acessa as Resenhas Críticas e vem se aventurar nessas histórias incríveis.


Se você é um escritor iniciante e não sabe por onde começar, vem conferir as Dicas de Escrita da Dragão Tennar.

Amante de uma boa barganha literária? Economize seu ouro na tenda Amazon e garanta seus exemplares novinhos. Magos, feiticeiros e bruxos podem renovar seu estoque de conhecimento sem esvaziar os bolsos.

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa