• GM Rhaekyrion

Escritor, Piloto e Ilustrador: Conheça Antoine de Saint-Exupéry

Atualizado: 26 de Set de 2020

Conhecendo sua biografia depois de ler o livro O Pequeno Príncipe, comecei a acreditar que Antoine de Saint-Exupéry escreveu sobre si em suas linhas tão ricamente recheadas de ensinamentos tão importantes para a vida humana.


Escritor, piloto e ilustrador, Antoine nascem em 1900, em Lyon, na França e era filho da condessa Marie Fascolombe, uma família aristocrática empobrecida. Talvez seja por esse pensamento que ele tenha sido desencorajado a seguir carreiras artísticas.


Porém, quando ingressou na aviação, o coração de escritor nunca foi calado e enquanto aprendia sobre as rotas continentais e sobrevoava países, Antoine publicou seu primeiro livro: "O Aviador", em 1926.


Criador de um dos livros mais lidos do mundo: O Pequeno Príncipe


livro, escritor, inspiração
Escritor, Piloto e Ilustrador: Conheça Antoine de Saint-Exupéry (Foto: Pinterest)

Enquanto voava, levando soldados e repórteres de um canto a outro do mundo, Antoine de Saint-Exupéry escrevia os relatos de seus passageiros em um livro e depois da sua primeira publicação, veio “Voo Noturno” e “Terra dos Homens”.


Então, a França foi invadida pelos Nazistas, o obrigando a fugir para os Estados Unidos. Foi quando nasceu “Carta a Um Réfem”, em 1943, sendo incentivados por editores americanos, que viram potencial em seus desenhos amadores para obras infantis.


Com esse gatilho, Antoine de Saint-Exupéry se dedicou ao livro de maior sucesso da sua carreira “O Pequeno Príncipe”. Nascido também em 1943, a fábula infantil – que de criança só tem a intensão –, o livro cheio de metáforas e ensinamentos grandiosos veio ao mundo para ficar.


Delicadeza, sutileza e intensidade são as marcas desse escritor


livro, escritor, inspiração
Escritor, Piloto e Ilustrador: Conheça Antoine de Saint-Exupéry (Foto: Pinterest)

Dono de uma escrita delicada, muito íntima e carregada de emoções, Antoine consegue conquistar seu coração na primeira fisgada. Desde o começo do capítulo, o escritor te entrega um dos principais dilemas da vida: o desestimulo adulto dos sonhos infantis.


É muito difícil encontrar o sonho da vida em meio a um mundo tão capitalismo, com tantas pressões impostas pelo status quo e levando em consideração as inseguranças pessoais. No meio dessa confusão ainda precisamos ouvir nossos desejos, tentar se encontrar e ser feliz.


Vivendo em um período tão sofrido da humanidade, Antoine de Saint-Exupéry consegue produzir uma obra ricamente carregada de sentimentos. Um ano após a publicação, essa mente brilhante voltou as forças aéreas e ao sobrevoar o norte da África, tal qual o Pequeno Príncipe, pereceu em um acidente de avião.


Nunca acharam o corpo e apenas em 2004 que os destroços do avião foram encontrados, estavam perto da costa de Marselha, na França. Antoine nos deixou um patrimônio literário, traduzido para mais de quinze países.


Seu sucesso está na intensidade sentimental com que escreve, porque suas linhas refletem o que se passa em seu coração e quando lemos, somos contagiados por essa variedade de emoções.


Beijos de Fogo.

30 visualizações2 comentários

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020-2021, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa