• GM Rhaekyrion

Escrever é uma Necessidade Fisiológica

Querido Jarbas, estou começando a me acostumar a ter esse cantinho para expor meus sentimentos, sejam eles pertencentes a minha carreira na escrita ou não.


Hoje não é bem uma queixa, mas uma explicação. Pois pensava que um dia poderia apenas me sentar diante desse computador e escrever até os dedos ou a coluna doerem.


Mas a vida que almejo demanda muita dedicação administrativa, busca por oportunidades melhores de ganhos e uma constante pressão de aumento de renda anual.


Nunca imaginei que pensaria a contar meus ganhos por ano, tal qual somos acostumados a ver em livros ingleses ou americanos, mas já tinha ouvido alguns empresários nacionais mencionarem a respeito e venho me adequando a essa realidade.


Escrever é uma Necessidade Fisiológica (Foto de Min An no Pexels)

O Tempo é meu Principal Aliado e Inimigo


Desde sempre brigo com o tempo. Sou ansiosa, então costumo pensar além do agora. Vivo em uma busca pelo futuro, apenas por desejar controlar o desconhecido, saber exatamente o que vai acontecer.


Tenho sérios problemas em viver o agora, cumprindo uma tarefa por vez, sem me importar com o depois.


Era assim quando trabalhava no laboratório, antes disso e bem antes da faculdade também. Vivia uma constante briga interna em adiantar o máximo de tarefas possíveis, para poder ter tempo livre. Por quê?


Antes de começar a trabalhar em casa e ser dona da minha rotina, a razão estava em escrever. Queria ter o máximo de tempo disponível para viver escrevendo. Mal sabia eu que já estava intrínseco o desejo de ser escritora.


Porém, ao assumir os compromissos atuais, a continua busca em arranjar o maldito tempo continua. E confesso, apesar de viver da escrita, tenho poucas horas disponíveis para me dedicar realmente a construção dos meus mundos.


Escrever é uma Necessidade Incontrolável


Sou escritora e isso inclui ser revisora crítica, ghost writer e redatora para blogs. Mas, acima de tudo, sou autônoma e não possuo uma equipe. Ou seja, preciso cuidar de todos os aspectos envolvendo meus pequenos negócios online. Dentre eles, as redes sociais.


Vivo me queixando do cansaço mental, divido ao consumo excessivo da minha criatividade. Costumava ter ideias constantes, a todo momento surgindo um novo estalo. Hoje em dia preciso fazer um esforço absurdo para acertar detalhes simples dos meus enredos.


Atribuo boa parte dessa condição a escassez de escrita diária e o constante uso da inspiração para sanar outros aspectos do meu trabalho.


Confesso que me sinto cansada, principalmente no que diz respeito a planejar minhas redes sociais, dar conta das postagens, para que sejam criativas e fluídas, e, ainda, adquiram mais leitores fiéis.


Durante essa jornada solitária acabo caindo em um poço de estresse pela falta de esquecer o resto do mundo e apenas escrever minhas histórias, mergulhando na mente daqueles personagens e ali ver o enredo crescer, carregado de uma infinidade de aventuras.


Sinto-me derrotada por não mais me encaixar nesses estalos, penso que perdi a mão, que não vou conseguir, mas sei que é por causa da ansiedade, da minha falta de controle em me desligar das redes e cuidar do que realmente importa: escrever.


Decisões Difíceis Demando Psicológico Forte


Existe outra questão capaz de abalar minha concentração e essa é MUITO mais forte e emocional: provar meu sucesso para terceiros.


Uma vez ouvi que reajo as situações, a forma como me abordam, aos comentários. Eu apenas reajo, como se estivessem me atacando e de fato penso isso, que estão buscando me criticar. Tenho consciência da origem desse comportamento, só não sei controlá-lo.


Então, é comum pensar que terceiros me olham reprovadores, como se vivesse em um fracasso e estivesse me enganando, sabe?


Sabia da barra que enfrentaria ao escolher ser escritora em um país onde a cultura é pouco valorizada e uma cidade que simplesmente parou no tempo do coronelismo.


É sufocante! Existem dias que o meu desejo é realmente desaparecer dessa existência, só sumir, pois já não suporto engolir as gastrites internas, enquanto sorrio.


Porém, tento me encaixar em outros lugares, me enxergar fazendo outra coisa e não consigo encontrar felicidade, mesmos se ganhasse mais. O que é difícil para mim e para muitos é entender que dinheiro não é a razão da vida.


E o que mais preciso aprender é respeitar o meu jeito de ser feliz e não aceitar pessoas dizendo o contrário. Pois quem não concorda, não merece viver ao meu lado.


Por hoje é só.


Até a próxima e...


Beijos de Fogo.


Escrever é uma Necessidade Fisiológica (Foto de Giallo no Pexels)

Mar Dos Lamentos espera você. Uma ficção de tirar o fôlego, três aventuras para jamais esquecer. Adquira o seu clicando nesse link.


Não esqueça de se inscrever! Recebe as novidades da semana em primeira mão.


Se ainda não me conhece de verdade, venha descobrir meus passos no mundo da escrita no Diário do Escritor.


Mais resenhas de livros incríveis? Então venha para a Estante Literária Rhaekyrion conferir as indicações.


Conheça Escritores Nacionais e suas histórias inspiradoras acessando esse link.


Dicas de Escrita na prática, para valer e de forma didática só se vê por aqui.

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa