• GM Rhaekyrion

Como Terminei o Primeiro Livro Original e Decidi a Publicação

Atualizado: 17 de Set de 2020

Querido Jarbas, vamos iniciar esse setembro com pensamentos positivos, energias renovadas e a força do recomeço nas veias. Chegamos ao ponto crucial: terminei meu primeiro Livro Original. Muitas crises emocionais, medos e inseguranças nos moveram até esse dia derradeiro e agora existe outro caminho a ser percorrido.


Então, ao terminar de fato meu primeiro livro, realmente revisado, editado e tudo bonitinho, a sensação é indescritível. Senti como se parisse um filho e agora podia, finalmente, mergulhar na etapa da publicação de cabeça.


Na minha mania de tentar fazer tudo ao mesmo tempo, vivia fuçando o Mercado Editorial, buscando entender como as coisas funcionavam, principalmente se fosse publicar independente. Porque ser escritor também é entender de empreendedorismo e é justamente isso que faz a diferença na carreira.


Terminei o primeiro Livro Original e agora vem publicação


Livro, escrita e publicação
Como Terminei o Primeiro Livro Original e Decidi a Publicação (Foto: GMRhaekyrion)

O primeiro livro terminado de fato foi o Mar dos Lamentos, que está na fase final de edição e em breve estará percorrendo o bundo e disponível para vocês. Antes mesmo de terminá-lo já vinha estudando a respeito da publicação.


Entender o funcionamento editorial, principalmente a parte envolvendo editoras, é quase um mistério. Assistir diversas palestras, lives e podcast, na tentativa de saber como chegaria a uma editora, porque o sonho do livro físico é alto.


Os profissionais que ouvi, alguns nomes fortes da literatura, desencorajam muito os futuros escritores. Existe uma resistência para os que vivem a editora tradicional sobre a autopublicação, e-book e a publicação independente.


E é nesse cenário que entra o empresário. É preciso compreender o mercado, ter estratégia, criar necessidade consumo do seu produto e vender. Usar das mídias populares como ferramenta e ser criatura, claro. Obviamente nada disso é fácil, rápido ou certeiro, necessitei de muita dedicação e teste, aprendendo diariamente qual o melhor caminho.


Combine o lado escritor com o lado empresário


livro, escrita e publicação
Como Terminei o Primeiro Livro Original e Decidi a Publicação

Para chegar na decisão final sobre qual tipo de publicação é a melhor, precisei estudar muita economia e pensar estratégias de vender meu produto. A parte mais difícil foi achar uma tendência condizendo ao meu estilo, pois escrevo fantasia e quase não se encontra outros escritores do gênero com perfis fortes nas mídias.


Já viu que voltei ao lance do público alvo e precisava focar nele para atingir meus objetivos. Então, fiz dois planos. Como queria muito uma publicação física e a independe custa caro e eu não tinha esse valor para investir, tentei enviar para editoras de caráter não tradicional, na tentativa de fechar um acordo lucrativo.


Qual a vantagem dessa estratégia? Editoras tradicionais pagam apenas 10% do lucro de vendas para o autor e sempre achei esse valor injusto. Entretanto, editoras não tradicionais estão abertas a negociação e algumas podem até pagar 50% dos lucros. Porém, você precisa arcar com parte do investimento na produção do livro.


E se não recebesse retorno? Existe a Amazon e a publicação independe da KDP (Kindle). A proposta de publicação independente da Amazon é facilitar a vida do escritor e isso significa sem cobranças iniciais de investimento. Entretanto, sabemos que é necessário investir (tempo ou dinheiro) para que seu livro tenha uma aparência profissional, de material bom.


Então, o e-book KDP se tornou a minha segunda opção e é muito importante ter vários planos. Preparar-se para possíveis “surpresas” te dará o diferencial necessário em meio as adversidades da carreira.


E para quem está se perguntando onde o livro Mar dos Lamentos será lançado... bom, vai precisar me seguir no Instagram para conferir os conteúdos exclusivos e ter essa resposta.


Beijos de Fogo.

Posts recentes

Ver tudo