• Rachel Ciríaco

Clarice Lispector Não Segue Padrões em Seus Livros de Sucesso

Atualizado: 24 de Set de 2020

Autora de diversos livros, entre contos, romances e literatura infantil, Clarice Lispector nunca assumiu a carreira de escritora, pois nunca se considerou profissional. Segundo ela, era uma amadora e fazia questão de ser uma amadora, já que escrever profissionalmente traria a obrigação consigo mesmo ou com outros, de escrever. Clarice sempre preferiu manter sua liberdade.

Conhecida por suas obras de grande profundidade e reflexão, que são famosas e muito descritas por sua introspecção e mergulho ao interior do consciente humano. Muito além das regras e técnicas de escrita usuais, Clarice é capaz de tocar o leitor com suas narrativas algumas vezes sem uma cronologia de fatos ocorrendo.

É o exemplo de Água Viva, um romance de ficção em que uma pintora começa a escrever e suas palavras fluem pelo papel em diversas reflexões que horas se conectam e horas surgem como se alguém tivesse aberto as comportas de uma usina e uma enxurrada de pensamentos fossem despejadas no papel, sem perder o sentido e a poesia.

É interessante falar sobre sua escrita, que quebra os modelos narrativos tradicionais, principalmente quando no meio literário atual parece existir uma corrida pelo padrão, pelo livro perfeito que segue a fórmula do sucesso de vendas. Às vezes basta esquecer tudo e escrever com o coração. Como Clarice já dizia: “Não escrevo para fora, escrevo para dentro.”

História de Clarice Lispector


Clarice Lispector Não Segue Padrões em Seus Livros de Sucesso (Foto: g1.globo)

Nascida em 10 de dezembro de 1920, na Ucrânia, esse ano é comemorado o centenário de Clarice Lispector, que completaria cem anos em 2020. Entre as homenagens à escritora, a Editora Rocco irá relançar as obras da autora até o final do ano, e tem lançado podcasts sobre a escritora.

Filha de pais judeus, foi com apenas dois anos de vida que mudou-se com toda a família para o Brasil, fugindo da violência e antissemitismo que se alastrava pela Rússia na época. Foi aqui que viveu toda a infância e adolescência, tendo desembarcado e vivido por muito pouco tempo em Maceió, onde morava uma irmã de sua mãe.

Buscando melhores condições de vida, a família mudou-se para Recife, onde Clarice viveu até os nove anos, quando ficou órfã da mãe e mais uma vez mudou-se, agora para o Rio de Janeiro.

Formou-se em direito, mas foi como redatora de um jornal que passou a trabalhar. Em 1944, logo após lançar seu primeiro romance “Perto do Coração Selvagem”, passa a viajar com seu marido, um diplomata de carreira, e em entrevista à TV Cultura, em 1977, pouco antes de seu falecimento, diz que nunca conheceu nenhum de seus críticos aqui no Brasil, por conta dessas viagens.

Com Maury Gurgel Valente, com quem se casou em 1943, teve dois filhos, Pedro e Paulo. E após a separação, em 1959, volta ao Brasil, com os filhos, passando a trabalhar no jornal Correio da Manhã, onde assumiu a coluna Correio Feminino.


Os Livros de Clarice Lispector

Clarice Lispector Não Segue Padrões em Seus Livros de Sucesso (Foto: El País)

Era durante a madrugada e as primeiras horas do dia que Clarice escrevia suas histórias: “fico fumando, tomando café, sozinha, sem nenhuma interferência”, é o que diz à Júlio Lerne, em uma de suas entrevistas à Tv Cultura.

Perto do Coração Selvagem é seu primeiro livro, publicado em 1944, e recebido com graças pelo público. Premiado pela Fundação Graça Aranha como o melhor livro de estreia, explora a vida da personagem Joana, que muito jovem perdeu a mãe e passa a ser criada pelo pai. Este logo morre também e Joana vai viver com a tia.

Sua última obra publicada em vida é A Hora da Estrela, que parece ser uma despedida de Clarice. Conta a história de Macabéa, uma jovem alagoana, que órfã é levada pela tia para o Rio de Janeiro, onde trabalha como datilógrafa. Em muitos aspectos do livro Lispector expõe sua próprias experiencias e anseios. Como o fato de a personagem ser órfã e nordestina, visto que a própria autora viveu muitos anos no nordeste.

Um dos grandes nomes da literatura nacional, Clarice Lispector, é uma grande fonte de inspiração para quem busca mais sobre o mundo da escrita e dos livros.

Até a próxima.

Posts recentes

Ver tudo

RECEBA AS NOVIDADES

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Twitter
  • Pinterest

© 2020, criado e editado por Clara Ciríaco.

livros, escritores, dicas de escrita e escrita criativa