• GM Rhaekyrion

Christopher Paolini: Dos Sonhos Aos Livros de Alta Fantasia

Christopher Paolini é um escritor americano de ficção fantástica, que resolveu compilar tudo que gostava no mundo da fantasia em uma saga de livros.


Eragon nasceu dessa mistura de conteúdos épicos, onde os dragões são a fonte do poder e da riqueza. Mas a figura guardando o tesouro se desfez, tornando-se uma verdadeira máquina de guerra.


Inspirado pelas obras do pai da alta fantasia, J. R. R. Tolkien, Christopher não tinha intensão de ser um escritor profissional quando a escrita tocou a sua vida.


O Hobby Virou a Carreira de Christopher Paolini


escritor, livro, inspiração
Christopher Paolini: Dos Sonhos Aos Livros de Alta Fantasia (Foto: Comic Years)

Ainda adolescente, Paolini sentiu um chamado místico repentino. Aos 15 anos resolveu colocar em um caderno uma história que contivesse todos os elementos da alta fantasia que tanto gostava.


Rascunhou o que podemos chamar de primeiros roteiros a mão, dando voz às ideias, sem a intensão de se tornar um escritor profissional.


Começou a escrever o primeiro livro em um bloco de notas – isso parece bastante comum em escritores norte-americanos –, sentindo-se seguro para se colocar diante da tela do computador depois das seis primeiras páginas escritas à caneta.


Levou um ano para encerrar o primeiro volume e mais outro para revisá-lo, pois Christopher releu a primeira versão e achou uma tremenda porcaria.


Dois anos depois do início da sua jornada literária, Paolini mostrou aos seus pais o resultado da sua imaginação e os mesmos não economizaram esforços para ajudá-lo a publicar.


Um Escritor com Publicação Independente


As condições de publicação de obras literárias no Brasil são um dilema de cair os cabelos. Existe uma série minuciosa de critérios a serem considerados antes de decidir qual estilo de publicação é a melhor para um escritor iniciante.


Felizmente, hoje em dia podemos contar com a publicação independente, que garante mais lucros para o autor, mas também duas vezes mais trabalho e quase nenhum prestígio.


Christopher Paolini apostou na publicação independente. Contando com o apoio dos pais, saiu em viagens pelos Estados Unidos, promovendo seu livro aonde quer que fosse.


Não a toa que o rapaz chamou a atenção de Carl Hiaasen, um editor promissor, que transformou Eragon - confira a resenha aqui - em um livro da editora Alfred A. Knopf.


Essa história de ser notado (a) por uma editora ou agente literário só depois de muito se dedicar sozinho a sua obra é bem comum e representa o cenário atual.


Editoras são empresas e nenhum empresa quer apostar em um profissional desconhecido no mercado. Por essa razão há uma forte exigência de que você, escritor iniciante, aposte em mídias de divulgação independente, construindo seu público antes de publicar de fato por uma editora.


Christopher Paolini é um bom exemplo de história para se inspirar. Alguém guiado pelos sonhos, que apenas desejava viver uma aventura com dragões.


Espero que tenham gostado.


Beijos de Fogo.



Gostaram do Conteúdo? Ao longo do mês mais escritores para se inspirar serão apresentados no blog.


Não esqueçam de se inscrever para receber a notificação das novidades e compartilhem com os amigos.


Vamos aumentar essa roda de conversa e levar mais histórias incríveis ao mundo.

11 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo